Ana Mello - escritora - contos, minicontos, poesia, Tira Bacana, Veredas, quadrinhos, haicai - Porto Alegre, Cachoeirinha, Rio Grande do Sul, RS

Textos

Sonhos

Nas minhas oficinas literárias, sempre pergunto quem tem um sonho. Faço essa pergunta por que sei que para sonhar é preciso desejar, para desejar precisamos de informações que transformaremos em conhecimento. Como posso desejar ir a Portugal sem saber onde fica, quais as características do país, quanto custa uma passagem de avião até lá e o que posso conhecer na minha viagem. Assim acontece com novos sabores de queijo e vinhos que pretendo experimentar, com livros que quero ler e tantas outras coisas. Essas informações estão nos livros, na internet, no aprendizado com outras pessoas, nos jornais, em toda a parte. Provando que ler é fundamental para saber o que desejar.

Porém, muitas pessoas ficam quietas e não sabem dizer que sonho elas têm. Não possuem grandes sonhos porque talvez tenham medo da decepção em não realizá-los e nem sonhos pequenos, porque falta enxergar além de seu pequeno mundo, da sua rotina, do seu cotidiano. Quando os meus ouvintes são professores, minha preocupação é ainda maior. Não consigo aceitar que educadores não sejam cheios de sonhos, de vontade mudar o futuro. E se eles têm essa visão, como poderão motivar os seus alunos. Como poderão incentivá-los a seguir adiante, a pensar em um futuro promissor. O sonho é um rascunho de algo maior que podemos transformar em realidade.

Em uma dessas oficinas com alunos e alguns professores, chamou minha atenção uma professora que parecia muito zangada ou emburrada. Sentada na última fila, não participava de nada, parecia não querer ouvir. Perguntei depois para o pessoal da organização de que escola ela era e fiquei muito triste em saber que ela era professora das séries iniciais. Que ruim saber que existem crianças iniciando sua trajetória guiada por alguém tão desmotivado.

Quando fiquei sabendo da morte de Rubem Alves, lembrei que ele que dizia que a primeira tarefa do educador é ensinar a ver, quem vê bem nunca fica entediado com a vida. Adoro o Rubem Alves e tive a oportunidade de assisti-lo ao vivo, palestrando, e ainda conseguir um autógrafo em um dos seus livros. Comprei vários neste dia, em um seminário na cidade de Cachoeirinha. Agradeço ainda mais pela oportunidade de ouvi-lo e por acreditar na vida e nos sonhos.

Ana Mello
08/08/2014

 

 

Histórias da Clarinha

Verbetrix

Ana, Babá de bichos

Para onde vão os objetos perdidos?

Minicontando

Perseu/Medusa

Tira Bacana
livro online gratuito

Capa | Quem Sou | Livros | Palestras e Oficinas | Destaques | Prêmios | Blogs e Colunas | Mural de Recados | Contato