Ana Mello - escritora - contos, minicontos, poesia, Tira Bacana, Veredas, quadrinhos, haicai - Porto Alegre, Cachoeirinha, Rio Grande do Sul, RS

Textos

Biblioterapia

Acho que ninguém mais duvida que ler e escrever faz bem. Acalma, ocupa o tempo de maneira criativa, fornece assunto para boas conversas.

Escrever ensina a organizar as idéias, descarregar as angústias e ansiedades. Ajuda a pensar de maneira mais coerente e organizada.

Costumo ler uma poesia, buscada ao acaso entre meus poetas favoritos, quando estou angustiada ou querendo escrever e não consigo. Quem sempre me ajuda? Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Mario Quintana, Cecília Meireles.

Moacyr Scliar, no livro O olhar médico – crônicas de medicina e saúde, fala sobre a escrita como terapia. Cita a Associação Nacional para a Terapia pela Poesia (NAPT) que existe nos Estados Unidos desde 1981.
A NAPT confere credenciais profissionais a terapeutas treinados em trabalhar com a poesia, é um diploma em biblioterapia. Esse terapeuta tem fundamentação em psicologia, literatura e em dinâmica de grupo. Como terapeutas de poesia, eles usam todas as formas de literatura e estão unidos pelo amor da palavra, e sua paixão por melhorar as vidas de outros e deles mesmos.
Na prática o trabalho funciona a partir da leitura de um poema e do acompanhamento pelo terapeuta das reações emocionais do paciente frente ao texto. E através da análise e discussão dos escritos dos pacientes.

Essa terapia serve não só para curar mas também para proporcionar crescimento pessoal e melhorar o relacionamento com os outros.

Como escrever é fácil, quase de graça, receito a todos. Como poesia, crônica, em forma de diário, em doses homeopáticas ou grandes dosagens mesmo.

Se você considera-se sem qualquer habilidade comece escrevendo inspirado em algum poeta. Siga o conselho de Carlito Azevedo, que em sua oficina de poesias propõe aos alunos que escrevam a partir de um poema de um autor consagrado.
Ele diz: “Os poetas nascem uns dos outros, do casulo de um sai a borboleta de outro”.
Publicando na internet podemos ainda fazer amigos, encontrar pessoas que pensam como a gente, compartilhar.

Além disso, tem os grupos de criação e discussão literária, onde podemos complementar a amizade e a produção literária com boa gastronomia e ótimos vinhos.

poesia

revelar a alma
de um poeta prisioneiro,
é meu destino derradeiro

Ana Mello
01/09/2017

 

 

Histórias da Clarinha

Verbetrix

Ana, Babá de bichos

Para onde vão os objetos perdidos?

Minicontando

Perseu/Medusa

Tira Bacana
livro online gratuito

Capa | Quem Sou | Livros | Palestras e Oficinas | Destaques | Prêmios | Blogs e Colunas | Mural de Recados | Contato